Conheça os documentos essenciais para qualquer plano de manutenção industrial

7 minutos para ler

Cada vez mais, a gestão da manutenção industrial tem sido considerada como fator estratégico para as empresas. E não é por menos! Afinal, ela contribui para a excelência operacional e o aumento da competitividade. E é aí que surge a necessidade da criação de um plano de manutenção industrial.

Elaboramos este post para explicar o que é esse plano, por que ele é tão importante, quais documentos fazem parte dele e quais benefícios ele pode proporcionar. Continue com a leitura para saber mais!

Planejamento e Controle de Manutenção: o que é e por que é essencial para a indústria?

O PCM consiste na otimização dos métodos de conservação, a fim de extrair das máquinas e dos equipamentos sua capacidade máxima, adotando para isso práticas e medidas preventivas em relação a danos.

O PCM atua em praticamente todas as áreas de uma empresa, colhendo, analisando e disseminando informações. A partir daí, gera-se um Procedimento Operacional (PO) padrão que acompanha as atividades autônomas contidas no Manual de Treinamento (MT), essencial para a manutenção dos equipamentos.

Para a obtenção de melhores resultados, é indicado que esse processo seja feito pelo PO e o MT, em conjunto com um representante do PCM, o respectivo responsável pela manutenção e o próprio operador do equipamento.

Funções do PCM

Planejamento

O planejamento permite a tomada de decisões com antecedência e a elaboração de ações que contribuam para o alcance dos objetivos traçados.

Ele pode ser feito para curto, médio e longo prazos. Aqui são identificados fatores relacionados a custos, atividades, recursos necessários e benefícios.

Programação

A programação é crucial para executar as ações planejadas, contribuindo para a melhoria dos processos de manutenção e o aumento da qualidade e da confiabilidade dos serviços. Isso sem contar que ainda contribui para a redução de custos.

Controle

Já o controle está ligado à avaliação dos resultados alcançados. Caso necessário, fornece base para a elaboração de um planejamento mais efetivo quando o desempenho se desvia do objetivo.

É essencial para o direcionamento das atividades no rumo certo, bem como para a continuidade do planejamento na prática.

Documentos presentes em um PCM: quais são os principais e para que servem?

São diversos os documentos usados no planejamento. Conheça-os nos tópicos a seguir!

Ordens de serviço

A ordem de serviço é uma instrução registrada em papel ou em documento eletrônico, que define o trabalho que precisa ser realizado pela equipe da manutenção.

É por meio dela que se tem a autorização para a execução. Funciona como base para o colaborador realizar suas atividades.

Os dados listados nesse documento contam o que foi feito, os sinais da falha, as medidas e os componentes usados, que compõem os custos dos serviços da manutenção.

Relatórios de inspeção

São tarefas de manutenção destinadas ao monitoramento das máquinas e peças com medições que ajudam a predizer o tempo até que a próxima falha ocorra. Esse documento serve de base para a realização da manutenção preditiva e tem como objetivo determinar o período médio de uma intervenção.

Fichas técnicas

As fichas técnicas são usadas para organizar os dados sobre determinado grupo de dispositivos. Também chamadas de folhas de especificação, fornecem informações importantes, como sobre as manutenções a serem executadas e as peças usadas em uma atividade preventiva. São documentos importantes por viabilizarem o planejamento de uma tarefa.

Fluxogramas

Definem os fluxos de trabalho das atividades de manutenção. Por meio dos fluxogramas, é possível estabelecer direcionamentos para os serviços previstos nos planejamentos das rotinas, como manutenções, inspeções e requisições.

Ajudam a organizar as tarefas por meio de sequências mais eficientes, aumentando a produtividade, economizando tempo e otimizando os custos da empresa.

Requisições e solicitações

É a partir das requisições e solicitações que as atividades de manutenção se iniciam. A importância desses documentos se dá pelo fato de que eles registram as informações e o desempenho do atendimento. Podem ser de vários tipos, como:

  • informe de falha em uma máquina;
  • solicitação de melhoria;
  • notificação.

Uso adequado de processos de manutenção: que benefícios podem ser alcançados na indústria?

O planejamento de manutenção na empresa proporciona diversos benefícios para sua rotina e para seus resultados. Entre os principais, podemos citar:

  • estabelece os procedimentos corretos para o planejamento, a execução, o monitoramento e o controle dos recursos usados;
  • orienta para o recolhimento dos materiais necessários antes do início das atividades;
  • diminui a incidência de atrasos em trabalhos que já foram iniciados, mas que ainda dependem de materiais, ferramentas e mão de obra disponíveis;
  • define procedimentos para a implantação, a continuação e eventuais melhorias de um Programa e Controle da Manutenção Planejada;
  • aumenta a integração entre áreas operacionais e de manutenção;
  • entrega um plano diário para as equipes de supervisão das atividades no chão de fábrica;
  • ajuda a diminuir a incidência de erro humano;
  • contribui para o aumento do aproveitamento das horas trabalhadas dos colaboradores da manutenção, gerando ganho em eficiência;
  • promove ganho de tempo na realização de reparos coordenados no chão de fábrica;
  • viabiliza a elaboração de relatórios de desempenho, usados para melhorar as atividades de manutenção;
  • contribui para a diminuição do tempo dedicado às revisões e manutenções;
  • reduz falhas de emergência e a frequência de paradas críticas;
  • diminui os custos de manutenção;
  • fornece base para a definição de prioridades na operação.

Acompanhamento de indicadores de manutenção: por que é essencial para a execução do PCM?

São os indicadores que retratam os pontos mais importantes do processo de manutenção das máquinas e dos equipamentos no chão de fábrica.

O monitoramento permite entender a real situação das instalações, identificando pontos críticos e oportunidades de melhoria, além de servir como base para a elaboração de estratégias mais efetivas.

Para isso, é necessário escolher com cuidado os indicadores que serão acompanhados. Afinal, o ideal é acompanhar somente aqueles índices que realmente agregam valor e ajudam na tomada de decisão, consequentemente contribuindo para o alcance de resultados cada vez melhores.

Vale lembrar que esse trabalho depende das necessidades de cada empresa. Portanto, um indicador que se aplica de forma satisfatória para determinada organização pode não ser o mais indicado para acompanhar os processos da sua empresa.

O plano de manutenção industrial é o ponto de partida para a execução das atividades relacionadas a esses serviços, já que estabelece os procedimentos adequados e outras questões importantes para as equipes tomarem como base.

Por meio dele, consegue-se alcançar melhorias substanciais que refletem até mesmo em outras áreas — principalmente no desempenho da operação e nos custos gerados por ela.

Por fim, agora que você já sabe muito mais sobre o plano de manutenção industrial, que tal continuar acompanhando nossos posts sobre assuntos relacionados? Siga nosso perfil no LinkedIn para ficar por dentro das novidades!

Posts relacionados

Deixe um comentário