Segurança do trabalho: quais os procedimentos para manutenção?

7 minutos para ler

A manutenção periódica de máquinas e equipamentos é uma das atividades primordiais no dia a dia de uma indústria que funcione em conformidade com os padrões internacionais de regulamentação.

Seja para realização de reparos, troca de peças ou lubrificação do maquinário, as paradas de manutenção contribuem para aumentar a eficiência da linha de produção em seus mais variados processos.

Sabe-se que a não observação ou a implementação incorreta dos processos de manutenção podem acarretar prejuízos enormes para a empresa, que vão desde a quebra de peças, passando pelo dano causado pela parada de máquinas e podendo chegar aos trágicos incidentes graves, ou mesmo fatais envolvendo operários de determinado setor.

Por representarem um alto custo para a empresa e mesmo para o moral dos funcionários, os acidentes de trabalho precisam ser prevenidos.

Por isso, é importante que a companhia institua treinamentos e programas de conscientização que, inclusive, sejam reformulados de acordo com a necessidade da equipe.

No post de hoje, você vai descobrir quais são os principais procedimentos de segurança do trabalho a serem observados durante um procedimento de manutenção. Está preparado? Então vamos lá!

As principais falhas em segurança do trabalho na indústria

Atualmente, a indústria encontra dois pontos de vulnerabilidade quando o assunto é segurança do trabalho, não só em manutenção, mas em todos os processos que constituem o fluxo de produção.

Descumprimento dos procedimentos operacionais

Toda atividade fabril é descrita em um documento chamado Procedimento Operacional Padrão (POP). Disponível para todos os funcionários da linha, esse relatório determina as etapas a serem seguidas pelo operário para a realização segura da função à qual ele foi designado.

Nele estão elencados tópicos que vão desde o uso correto de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) a um passo a passo de cada tarefa a ser executada pelo profissional.

Muitas vezes, o POP é mal utilizado pelos funcionários, que descumprem, pulam ou ignoram as etapas descritas no documento. Isso ocorre principalmente em casos em que o profissional exerce a função há anos e se julga “calejado” para o trabalho.

Por isso, é essencial que eventuais mudanças na rotina da linha sejam devidamente comunicadas a todos os profissionais do setor, que precisam ser treinados quanto ao uso do novo Procedimento Operacional Padrão.

Não observância dos eventuais riscos da linha de produção

Além dos POPs, processos industriais também precisam da Análise Preliminar de Risco (APR), uma checklist elaborada pelo supervisor da área e que precisa ser preenchida pelo funcionário, antes de iniciar o trabalho na linha de produção.

Além de determinar os eventuais riscos do procedimento, o documento explicita atividades exigidas pelas Normas Regulamentadoras (NRs) e que estão envolvidas na atividade, como: necessidade de bloqueio da linha, desenergização da máquina, entre outras.

Por ser um documento extenso e detalhado, a APR é muitas vezes preenchida automaticamente pelo operário, que, assim, ignora etapas importantes de checagem e mitigação de riscos na linha de produção.

No passado, era comum que trabalhadores trouxessem de casa o documento já preenchido, acarretando um aumento do risco de acidentes de trabalho na indústria. O não preenchimento ou preenchimento incorreto de APRs estão relacionados à maioria dos acidentes na indústria.

Entenda a NR-12 e sua importância para a segurança do trabalho em manutenção

Estabelecida pelo Ministério do Trabalho em 1978, a Norma Regulamentadora 12 (NR-12) trata especificamente de procedimentos em segurança do trabalho em máquinas e equipamentos.

Desde então, o texto já passou por 14 atualizações, sendo a última em 8 de fevereiro de 2018. Confira as principais medidas de proteção estabelecidas pela regulamentação, em ordem de prioridade:

Medidas de proteção coletiva

As medidas de proteção coletiva são aquelas que, quando implementadas, oferecem segurança aos trabalhadores da indústria como um todo.

Podem incluir a instalação de barras de contenção e faixas de sinalização em áreas de risco, o enclausuramento de maquinário sensível, como engrenagens e polias, e até mesmo a instalação de um circuito de parada de emergência em sistemas complexos, para casos de acidentes.

Medidas administrativas e ou de organizações do trabalho

Como o nome indica, essas são as medidas que podem ser tomadas pela área administrativa da empresa, por Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPAs) ou pelo Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).

Nelas, estão incluídas a aplicação de treinamentos periódicos nas equipes, a implementação de POPs e APRs e a adoção de políticas de manutenção preventiva de equipamentos.

Medidas de proteção individual

O terceiro ponto aborda as medidas a serem tomadas pelo próprio operário, durante a manutenção, e inclui a obrigatoriedade no uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que podem variar conforme a atividade exercida pelo profissional.

A especificação dos equipamentos precisam atender às normas especificadas pelo Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (NR-9) ou pelo Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (NR-7).

O não cumprimento dessas normas podem acarretar multas severas para as empresas, previstas pela legislação brasileira.

Como evitar riscos durante a manutenção de máquinas e equipamentos

Além das três medidas de proteção, a NR-12 estabelece os cuidados a serem tomados pelos trabalhadores na hora de realizar um plano de manutenção, entre outras atribuições. De forma resumida, temos o seguinte:

  • cumprir todas as orientações relativas aos procedimentos seguros de operação, alimentação, abastecimento, limpeza, manutenção, inspeção, transporte, desativação, desmonte e descarte de máquinas e equipamentos;
  • não realizar alterações nas proteções mecânicas ou dispositivos de segurança de máquinas e equipamentos;
  • comunicar a seu superior imediato se uma proteção ou dispositivo de segurança foi removido, danificado ou perdeu sua função;
  • participar de treinamentos oferecidos pelo empregador para atender às exigências e aos requisitos descritos na norma;
  • colaborar com o empregador na implementação das disposições contidas na norma.

5 dicas simples para tornar os procedimentos de manutenção ainda mais seguros

Além do estabelecido pela NR-12, confira outras medidas que podem ser adotadas no ambiente de trabalho, garantindo mais segurança nos processos de manutenção.

Mantenha treinamentos constantes

Treine, capacite, eduque! É preciso fazer testes constantes e simulações periódicas na indústria. Além de deixar os profissionais “afiados” e atualizados, a capacitação nessa área gera uma cultura de segurança do trabalho dentro da empresa.

Exija comprometimento da equipe, do porteiro ao presidente

O conhecimento de todos os processos de segurança do trabalho por todas as pessoas da empresa é essencial para garantir que todos estarão, de fato, seguros.

Nesse sentido, o exemplo deve partir da presidência da companhia, mesmo que esta não se envolva diretamente em processos de manutenção.

Ao liderar pelo exemplo, gestores são capazes de promover a conscientização em seus funcionários, melhorando o fluxo organizacional de toda a linha produtiva.

Crie uma cultura que coloque a segurança em primeiro lugar

A segurança do trabalho precisa estar no topo da lista de prioridades, antes mesmo da produtividade. Não está seguro para realizar uma atividade? Não a faça.

Viu algo sendo realizado sem segurança? Reporte. Não importa a área ou posição dentro da empresa, é essencial que funcionários tenham a autonomia para monitorar e educar seus pares quanto à prática segura de processos.

Tenha uma equipe 100% dedicada à segurança do trabalho

A formação da CIPA e do conselho de segurança é primordial para a manutenção de um ambiente de trabalho seguro e produtivo. Monte uma equipe especializada, com engenheiros de segurança, equipe de suporte e técnicos dedicados ao tema, em tempo integral.

Agora que você já conhece os principais procedimentos em segurança do trabalho para a área de manutenção, conte para nós: a sua empresa segue essas normas à risca? Use os comentários para compartilhar a sua história!

Posts relacionados

Deixe um comentário