Mercado B2B

IoT: o que é e qual seu impacto na indústria?

Computação em nuvem, big data, drones, robôs colaborativos, IoT (Internet of Things) e uma série de novos termos entraram, definitivamente, para o vocabulário da indústria. E no dia a dia também. Afinal, cada um deles representa uma inovação que mudou a forma como se encara a tecnologia e a produtividade. A adaptação, com certeza, não é fácil. Isso porque, mais que inserir ferramentas e softwares na rotina, a Indústria 4.0 trouxe um novo mindset para as fábricas e para o campo.

A IoT (Internet of Things) é um exemplo claro disso. Isso porque ela tem a integração entre os sistemas como pilar, então é preciso que a parte humana saiba como extrair o melhor dessa relação. Embora o conceito possa parecer novo, ele já está presente na indústria há algum tempo e de diferentes maneiras. Mas se toda essa conectividade ainda é novidade para você, continue lendo este artigo. Nele, explicaremos o conceito por trás da Internet das Coisas e mostraremos como ela vem impactando os parques fabris brasileiros. Acompanhe!

Gestão de Documentos na indústria 4.0

Entenda o que é IoT (Internet of Things)

Objetos conectados que transmitem dados entre si e podem, até mesmo, tomar decisões sem intervenção humana. Parece previsão para o futuro, mas isso já é realidade tanto na indústria quanto na vida cotidiana. Eletrodomésticos conectados à internet, acessórios como relógios e prontuários médicos atualizados de acordo com o monitoramento constante do paciente são bons exemplos da aplicação da IoT (Internet of Things).

A indústria, é claro, também tem aderido a esse movimento. Como é o caso da agricultura, onde sensores identificam a umidade do solo e sua temperatura, permitindo medidas de irrigação mais eficientes. Ou do setor de transportes, onde agora os veículos podem ser acompanhados em tempo real. O fato é que todos os segmentos podem explorar a conectividade entre as máquinas para a coleta de informações.

O funcionamento da IoT (Internet of Things) não é complexo de entender. Ele se dá, basicamente, por meio da inserção de sistemas capazes de se conectarem a uma rede, seja ela Wi-Fi, Bluetooth ou de dados móveis, como 3G, 4G e 5G nos equipamentos. Então, dados sobre a atividade e desempenho são coletados e transmitidos para outros softwares, como o ERP (Enterprise Resource Planning) usado pela gestão.

Veja como o 5G fomentará o uso da IoT na indústria

Embora já seja difundida no mercado industrial, até mesmo os grandes players vinham tendo dificuldades para acelerar o processo de transformação digital trazido pela Indústria 4.0. Especialmente quando falamos de segmentos que acontecem em locais remotos e de difícil acesso, como a mineração e o agronegócio. Afinal, a cobertura de sinal nesses lugares era reconhecidamente ruim.

Mas a chegada do 5G, a quinta geração de internet móvel, veio para quebrar essa barreira. Isso porque consegue oferecer três características essenciais para o bom funcionamento da IoT: velocidade de conexão, menor tempo de resposta entre comando e resposta, além da possibilidade de conectar mais dispositivos em uma única antena. O edital do leilão, que foi realizado em 04 e 05 de novembro de 2021, tem como exigência que a rede esteja disponível em todas as capitais do país até julho de 2022. Porém, o adensamento não demorará: apenas em dezembro do ano anterior, o número de cidades aptas a receberem o sinal do 5G cresceu 25% em apenas uma semana.

[Websérie] Episódio 1: Os desafios da manutenção Industrial

Conheça o impacto da IoT na indústria

Sem dúvidas, a grande contribuição da IoT para a indústria é a transformação de plantas fabris em verdadeiras fábricas inteligentes. Isso significa um ambiente muito mais controlado, onde os dados são captados e trocados em tempo real, o que dá, aos gestores, um arsenal de informações relevantes sobre a operação.

Em um exemplo simples, sensores que acompanham a condição do óleo utilizado nas máquinas podem alertar a manutenção ao menor sinal de alteração. Assim, a intervenção é realizada prontamente, o que elimina os danos que essa condição poderia acarretar ao equipamento. Mas, mais que isso, evita que esse trabalho seja realizado sem necessidade, quando o fluido ainda tem condições de operar por mais horas.

Entretanto, existem outros impactos da aplicação da IoT (Internet of Things) a indústria. Veja, abaixo, os principais.

Economia

É claro que, no primeiro momento, a aplicação da IoT precisará de investimentos. Contudo, após isso, será possível ver como a Internet das Coisas tem um papel importante na economia da produção. Em setores que dependem da redução de custos para assegurar a lucratividade, como os de transportes e agronegócio, ela será uma excelente aliada.

Quando associada à manutenção preditiva, ajuda as equipes a agir prontamente na correção de falhas, evitando paradas e substituições de peças. Para a gestão, auxilia no controle da produtividade e a encontrar gargalos que possam estar atrapalhando o fluxo e, consequentemente, tornando a produção mais custosa.

Maior conectividade entre as áreas

Um dos pilares da Indústria 4.0, assim como da IoT, é a conectividade. Porém, isso não é pregado apenas entre as máquinas, que devem estar “conversando” entre si e trocando informações constantemente. O mesmo deve se aplicar às áreas internas. Quando manutenção e suprimentos estão alinhados, por exemplo, é possível ter um melhor aproveitamento do estoque, além da busca por insumos com melhor desempenho.

Essa ligação entre as áreas traz ainda outro benefício. Com conhecimento do que está acontecendo no campo ou no chão de fábrica, a produção tende a se tornar mais ágil. Afinal, com o recebimento e análise das informações obtidas pelos equipamentos, é possível antever os problemas. E isso pode acontecer em todos os âmbitos, do operacional ao gerencial.

Como você pôde ver, a IoT (Internet of Things) é uma grande agente da transformação digital na indústria. Entretanto, ela depende de outros fatores para que possa oferecer os benefícios que propõe. A qualificação dos profissionais é um deles, assim como o constante aperfeiçoamento dos processos. Se você quer continuar por dentro das mudanças trazidas pela Indústria 4.0, inscreva-se no canal exclusivo do Portal Inovação Industrial no Telegram. Lá você fica sabendo de todas as novidades do mercado em primeira mão!

Acompanhe o que há de novo na industria também pelo Telegram

Você também vai gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Mercado B2B

×
0 %