Manutenção Industrial

Como escolher o melhor programa de manutenção para sua empresa?

O programa de manutenção é uma prática que deve fazer parte do dia a dia de todas as áreas da indústria, especialmente, na construção civil. Afinal, os equipamentos para esse setor são peças indispensáveis para a realização das obras e, em sua grande maioria, lidam com regimes severos de operação e uma série de mecanismos de desgastes. Quando bem cuidados e funcionam de maneira correta, possibilitam uma melhora, até mesmo, na produtividade do empreendimento. E vistos os números que o setor tem alcançado, nunca foi tão importante contar com a disponibilidade das máquinas.

Para você ter uma ideia, construção civil registrou um crescimento de 8% em 2021, o maior dos últimos 10 anos segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Embora as previsões para 2022 sejam mais modestas, ainda são esperados bons resultados para o setor. Sendo assim, é preciso que as empresas do segmento estejam prontas e contar com um programa de manutenção é fundamental para acompanhar esse ritmo.

Dessa forma, no artigo de hoje, traremos informações importantes sobre como escolher o melhor programa de manutenção para sua empresa. Continue a leitura e saiba mais!

Os investimentos em manutenção que fazem a diferença

Confira o que é e qual a importância de um programa de manutenção

O programa de manutenção nada mais é que um cronograma onde estarão definidas as intervenções a serem feitas nos equipamentos, de forma programada. Nele são estabelecidos pontos importantes como prazos, responsáveis técnicos, as atividades que precisam ser feitas e quais os materiais e ferramentas necessários para o trabalho.

Todo esse planejamento tem como objetivo aumentar a disponibilidade das máquinas, assim como a sua vida útil. Além disso, ajuda a programar e reduzir os custos de manutenção. De acordo com o estudo da Statista, em 2021, 42,5% das empresas nos EUA gastaram 21-40% do orçamento na manutenção, equipamentos e materiais de limpeza. Esse é um número bastante expressivo, mas que se reverte em produtividade no canteiro de obras quando bem aplicado.

Como escolher o melhor programa de manutenção

Com a Indústria 4.0 modificando vários processos, como a digitalização das máquinas, é necessário adequar a manutenção à nova realidade. Sendo assim, para acompanhar o avanço tecnológico, são indispensáveis processos inovadores. Mas, antes disso, é preciso saber qual a demanda e qual o tipo de manutenção o seu negócio precisa.

Existem alguns tipos e os três mais importantes são a preventiva, a preditiva e a corretiva. Basicamente, a primeira, é realizada para evitar que ocorram falhas ou que máquinas entrem em colapso. Por isso, acontece por meio de paradas programadas que são definidas de acordo com o histórico operacional do ativo.

A preditiva é quando é realizado um acompanhamento periódico, com o objetivo de prever o momento de falha e intervir antes que elas ocorram. E, por fim, a corretiva é a que atua corrigindo problemas que surgem com a utilização da máquina.

Entenda mais sobre o assunto, lendo: Saiba quais são os principais tipos de manutenção industrial.

O fato é que não há como escolher entre esses programas de manutenção, uma vez que todos são necessários. E, como você leu, eles atuam em momentos e com objetivos diferentes. Porém, é claro que o estado atual dos ativos pode influenciar muito em qual deles deve ser reforçado. Em um exemplo simples, caso os equipamentos sejam novos, os esforços no acompanhamento do desempenho podem ser maiores e as paradas acontecem apenas quando estipulado pelo fabricante. O mesmo não ocorre com aqueles que têm mais tempo de atividade, onde as paradas para intervenções preventivas podem ser mais recorrentes.

Uma forma de saber em qual tipo de manutenção priorizar, é realizando um levantamento de qual a necessidade do ativo. Para isso, é preciso saber a matriz de criticidade, dados dos históricos (incluindo os de manutenção) do equipamento ou peça e, também, análise de causa raiz para as falhas comuns.

Gestão da Manutenção Industrial

Veja o que deve constar no programa de manutenção

Após os estudos dos equipamentos e a elaboração do programa de manutenção, é hora de colocá-lo em prática. Abaixo, separamos os principais pontos para promover a implementação.

Faça a avaliação do estado de todos os ativos

Primeiramente, é fundamental saber quais são os seus ativos e verificar a real condição deles, saber a quais esforços são submetidos e seu histórico. Assim, será possível estimar quando poderá ocorrer uma falha.

Claro que não é possível definir um momento exato para isso. Apenas tem-se uma estimativa para podermos prevenir e antecipar possíveis colapsos funcionais.

Dessa forma, faça um levantamento contendo o número de falhas, de pequenas paradas, o índice de acidente de trabalho, custo do tempo ocioso ― inclusive, é importante saber o Tempo médio de reparo (MTTR). Também, acrescente o desempenho do equipamento, nível de lapsos e metas de manutenção.

Defina as metas e ações do programa de manutenção

Todas as operações do programa de manutenção têm que levar em consideração a aplicabilidade, eficiência e rentabilidade. Assim, ele é aplicável se puder ser adotado, é eficiente se reduzir o acontecimento de falhas e rentável se trouxer melhorias para a produção.

Outro ponto importante é que a frequência de manutenção deve seguir sempre as recomendações do fabricante. Mas, é claro que em alguns casos poderá fugir desse período. Os equipamentos expostos a uso e esforços maiores que o esperado, por exemplo, podem precisar de uma rotina de cuidados antes do que se recomenda.

Documente as suas ações

É muito importante documentar as ações do seu programa de manutenção. Dessa forma, será possível compreender com mais facilidade o que foi feito ― e o que ainda será realizado. Nesse passo, é essencial deixar claro quais são as metas da rotina de cuidados e como ela deve ser realizada. Além disso, coloque no seu arquivo quais serviços a serem realizados, a data, os responsáveis (nome, função e contato), os riscos envolvidos, os recursos necessários, o tempo e o custo de cada atividade. Inclusive, insira quais máquinas e ferramentas serão indispensáveis.

Após a execução de cada etapa do programa de manutenção, é indispensável fazer relatórios. Eles também ajudam na análise de erros e acertos. Ainda, possibilitam que todos saibam quais peças foram trocadas e quais os gastos com equipamentos e componentes.

Execute a programação das manutenções de forma otimizada

Para isso, adote um software que faça a integração de todos as informações sobre os ativos. Desde funcionamento, falhas, até manutenções já realizadas, em um sistema para otimização de planejamento e programação desses serviços. O ideal é que ele consiga:

  • cadastrar todo e qualquer tipo de informações sobre o ativo;
  • identificar os equipamentos de forma simplificada;
  • planejar e acompanhar a execução das tarefas;
  • oferecer relatórios e gráficos com indicadores;
  • acompanhar as ocorrências do setor.

Além disso, ele deve verificar as necessidades da produção, preferências da rotina de cuidados, execução dos serviços, entre outras tarefas. Assim, contribuirá para que a excelência em produtividade, segurança e eficiência sejam alcançadas.

Saiba como a inovação industrial vem transformando a manutenção

Estabeleça os responsáveis pelas tarefas

Outra ação muito importante é que todos os responsáveis pelas manutenções tenham suas tarefas conhecidas. Isso vai desde o estoque de peças até as intervenções. É indispensável, por exemplo, saber quem fez a manutenção de um determinado equipamento, pois se houver alguma falha, esse profissional poderá relatar como encontrou o ativo.

Além de ajudar a investigar o que levou ela a chegar em tal situação. Sem essa etapa, o programa de manutenção pode perder muito, gerando, até mesmo, um impacto bem negativo nos resultados.

No artigo de hoje, você pôde conferir como escolher o melhor programa de manutenção. Aproveite e leia também: Melhores práticas para manutenção de equipamentos para construção civil. E inscreva-se na nossa lista no Telegram para receber conteúdos em primeira mão.

Acompanhe o que há de novo na industria também pelo Telegram

Você também vai gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
0 %