Lubrificação

Pulverizadores: como fazer a lubrificação correta destes equipamentos

Junto aos tratores, os pulverizadores são os equipamentos mais exigidos no agronegócio. Além da aplicação de defensivos, cumprem uma série de outras funções na lavoura, como a administração de fitormônios e micronutrientes, o que os faz serem utilizados por 8 meses por ano. Ou seja, antes, durante e depois da safra, esses equipamentos precisam estar disponíveis para o produtor. Tanta exigência faz com que a manutenção deste ativo seja a grande prioridade das equipes de manutenção.

Para ajudar técnicos e gestores a garantirem a lubrificação correta aos pulverizadores, conversamos com o especialista Jefferson Correa, da PETRONAS, que explicou um pouco mais sobre as particularidades destes equipamentos. Confira a seguir.

Pontos de atenção na hora de lubrificar os pulverizadores

Antes de saber quais sistemas dos pulverizadores merecem maior atenção quando o assunto é lubrificação, Jefferson comenta sobre um problema comum nesses ativos: a contaminação do fluido. “Em um dos nossos clientes, foram detectados altos índices de molibdênios e zinco, o que estava influenciando na vida útil do fluido. Após a análise, foi constatado que esses minerais estavam presentes na calda utilizada, o que levou à contaminação do lubrificante”.

Para evitar que isso ocorra, o consultor técnico aponta para as boas práticas de lubrificação que incluem, além da escolha do melhor fluido, as etapas anteriores à aplicação do produto, em especial, a limpeza completa do reservatório e as condições de armazenagem.

Confira agora as principais indicações do especialista para a lubrificação de pulverizadores.

Motor e bomba de pulverização

“É sempre recomendado que os lubrificantes sigam as determinações estipuladas pelo fabricante do maquinário. É bastante comum que esses dois sistemas, motor e bomba de pulverização, recebam as mesmas indicações”, comenta Jefferson. Quanto ao período de troca, é rotina que óleo e filtro do motor sejam trocados ao completar, em média, 200 horas de trabalho.

Indicação do especialista

O PETRONAS Urania 3000 10W-40 foi desenvolvido e testado para uma grande variedade de aplicações e ultrapassa os requisitos de quase todos os fabricantes de máquinas agrícolas. O produto foi formulado com óleos básicos altamente refinados e com aditivos que possuem alto poder de detergência, proteção efetiva contra desgaste e maior estabilidade a altas temperaturas. Oferece proteção contra corrosão de mancais, controle de espuma, elevada performance em baixas temperaturas e excelente capacidade de neutralização dos compostos ácidos formados durante a combustão.

Engrenagens

Devido às altas cargas, condições externas e uso severo do equipamento, as engrenagens também precisam de atenção especial na hora da lubrificação desses equipamentos. Por conta desses fatores, o lubrificante para esses componentes deve ter aditivos de extrema pressão, proteção contra desgaste e corrosão. Nos pulverizadores, as engrenagens das rodas e dos sistemas planetários são as mais exigidas.

Indicação do especialista

O PETRONAS Tutela TRD é um lubrificante mineral que contém os aditivos necessários para suprir as necessidades de lubrificação das engrenagens. Este produto foi desenvolvido para engrenagens hipoides que operam sob condições severas e está disponível nas viscosidades 80W-90 e 85W-140 para atender recomendações de diferentes fabricantes. Na verdade, este fluido pode ser usado em todas as aplicações em que é recomendado um produto de extrema pressão.  

Agricultura de Precisão

Sistema hidráulico

“O sistema hidráulico é, sem dúvidas, o principal ponto de atenção na hora de lubrificar esses equipamentos, pois aciona a direção, altura da barra e é um sistema bastante complexo. É preciso que o fluido utilizado, além de estar de acordo com as especificações dos fabricantes, tenha compatibilidade com uma série de materiais presentes nesses sistemas, ter propriedades antidesgaste e evitar a formação de bolhas”, comenta Jefferson.

Indicação do especialista

De acordo com o consultor técnico da PETRONAS, para que o fluido seja adequado, ele também precisa levar em consideração o ambiente hostil em que a atividade é desenvolvida. Desta forma, uma série de quesitos de desempenho precisam ser averiguados para determinar a melhor escolha. “O PETRONAS Hydraulic HV, certamente, é um dos melhores produtos disponíveis no mercado para esses sistemas. Um dos seus diferenciais é a extensa faixa de temperaturas que consegue operar sem perder suas características essenciais”.

O fluido hidráulico PETRONAS Hydraulic HV é formulado com óleos básicos selecionados de alta qualidade e aprimorado com melhorador de índice de viscosidade com alta estabilidade ao cisalhamento. Também inclui eficientes aditivos antidesgaste, antioxidante, anticorrosivos e antiespuma, o que proporciona uma alta proteção antidesgaste. O lubrificante se mantém estável mesmo sob uma grande variação de temperatura e tem desempenho até 3x mais duradouro.

Case de sucesso: como o lubrificante certo triplicou o intervalo de troca de pulverizadores

Um dos parceiros PETRONAS, uma das maiores empresas do Brasil na produção de milho, algodão e soja do país, realizava a troca do fluido hidráulico dos pulverizadores a cada 1.000 horas. Mesmo parecendo um intervalo de tempo expressivo, esse período comprometia a produção, pois ocasionava a parada constante do equipamento.

Como o lubrificante utilizado nos pulverizadores era o mesmo indicado pelo fabricante, foi necessário incluir a equipe técnica PETRONAS no estudo das possibilidades. Isso porque, além de aumentar o tempo de troca, o fluido precisava estar em consonância com todas as necessidades do maquinário. Após essa análise, foi recomendado o uso do Hydraulic HV, que atendia as carências do equipamento e poderia aumentar o intervalo de troca.

Depois da aplicação do produto, os pulverizadores continuaram acompanhados de perto pela equipe técnica. O período de testes durou 3.000 horas até que o fluido apresentasse necessidade de troca.

Durante esse tempo, o fluido se manteve dentro de todos os parâmetros esperados. Mais que a disponibilidade do ativo, aumentou também o saving: 66% de economia na compra de lubrificantes, além dos recursos que eram alocados para a realização da troca.

Outro ponto de melhoramento ao utilizar o Hydraulic HV foi em relação à vida útil do pulverizador: houve a diminuição de ruídos e melhora do desempenho operacional do sistema hidráulico, o que estende seu tempo de uso. Agora que você já sabe os principais pontos de atenção na lubrificação de pulverizadores, entre em contato com a nossa equipe e solicite um orçamento.

Os investimentos em manutenção que fazem a diferença

Você também vai gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
0 %